sfinx

Abril 5, 2009 at 8:23 am (artes, histórias, música, nostalgia, video)

Hoje é domingo, portanto… música da minha terra. Tive alguma dificuldade em começar, em escolher, porque há tantas músicas de que gosto e tenho gostado ao longo dos anos, que não é fácil fazer uma classificação, nem pensar.

Mas hoje estou em disposição folk, portanto lembrei-me duma canção que me acompanhou muito quando estudava. Ouvia-a muito e cantava-a com os amigos, quando nos juntávamos à volta duma viola.

É uma música emblemática para o folk da Roménia, de maneira que até existe um festival de música folk anual que se chama Om bun (costumava assistir quando estudava em Bucareste).

A banda Sfinx é lendária, tendo marcado a “revolução” no rock na Roménia dos anos ’70 (junto com outras bandas).

sfinx

Anúncios

7 comentários

  1. Ricardo B. Motta said,

    Bonito, Clarisa, muito bonito. Apesar de não compreender nada da letra, pareceu-me que há uma influência Celta na melodia. É isso mesmo? 😉 Senti ares medievais que me fizeram imaginar uma grande roda no meio da floresta, com pessoas dançando de forma circular.

  2. coreamor said,

    exactamente, Ricardo, trata-se da cantiga dum menestrel (portanto, medieval), a andar de castelo em castelo, de festa em festa. adivinhou 🙂 claro, a canção não é original medieval, é moderna mas a respeitar o estilo medieval. adoro música medieval!!!!!!!!! e a flauta tem um papel importante nisso. aliás, comprei uma block-flüte quando estudava, mas nunca cheguei a aprender bem a tocar. sou preguiçosa 🙂

  3. Ricardo B. Motta said,

    Ah, música! Também não me canso de procurar sons. 😉 Agora, nem sei se vale, lembrei-me de “Bourée” na inesquecível versão do Jethro Tull… http://www.youtube.com/watch?v=N2RNe2jwHE0 ótima inspiração para o dia!

  4. coreamor said,

    ahhhhhhh ricardo, adoro jethro tull!!!!!!
    dentro da mesma “área”, o que é que acha de Saltarello, Dead can Dance? 🙂

  5. Ricardo B. Motta said,

    Clarisa, não conhecia. 😦 Porém, logo juntei as idéias quando vi o nome da Lisa Gerrard. A trilha sonora do filme “Gladiador” foi muito marcante. Acho curioso como a música tem o poder de unir estilos. Do folk ao world music, do soft indie ao new age, do samba ao fado (lembra?), é incrível como tudo se mistura. Vou acompanhar sua seleção dominical com grande interesse! 😉

  6. coreamor said,

    oh, dead can dance é uma espécie de “clássico”! é pena não ter encontrado no youtube uma gravação “maneira” de saltarello, tudo soa mal! mas vale a pena explorar os álbuns deles, têm realmente de tudo!
    no que diz respeito à minha selecção de domingo – o Ricardo será provavelmente o único a “aturar” música romena, ahah! 🙂 obrigada!

  7. Ricardo B. Motta said,

    Adoro conhecer coisas novas, de sabores a sons! Tenho certeza que terá outros ouvintes… 🙂 Vou procurar os clássicos que recomenda. Gostei do que experimentei no youtube. Por fim, Feliz Páscoa! Segunda sintonizo na “rádio” 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: