rebuçados

Novembro 14, 2008 at 10:07 pm (artes, artesanato, bijutaria, criação, manualidades, nostalgia) (, , , , , , )

Os rebuçados coloridos e um pouco transparentes lembram-me da infância. Quando estavam quase a acabar, tirava-os da boca para olhar através deles. Adorava ver aquela transparência colorida, amarela, encarnada, verde, cor-de-laranja…

transparent-candy-pendant1

Todas as crianças devem ter feito o mesmo. Como assustarem-se com a própria imagem reflectida numa colher, como colarem pastilhas elásticas por baixo da carteira ou das cadeiras, na escola, como “roubarem” chocolates da própria árvore de Natal. Aquelas eram os mais saborosos 🙂

Voltando ao assunto: as contas que usei neste conjunto de pendente-anel parecem os mesmos rebuçados da infância. Fazem parte também das contas lisboetas.

pair-of-candies1

Anúncios

2 comentários

  1. Adriana said,

    Pois é, também eu tirava os rebuçados da boca para olhar através deles. 🙂 Lembro-me ainda hoje duns rebuçados que não se encontravam facilmente naquela altura, isto é, na altura da nossa infância (era durante o regime Ceausescu): chamavam-se rebuçados cubanos (“bomboane cubaneze” em romeno)… Porque se chamavam assim? Sei lá… Eram feitos em Cuba? Sinceramente, não tenho a mínima ideia. Tinham sabor a fruta: os de cor laranja sabiam de laranja, os amarelos – de limão, os vermelhos – de morango… Eram bons… Não os encontravas nos negócios (aliás, não encontravas nada nos negócios, apenas o vazio)… Só os conseguiam ter as pessoas que tinhas algum dinheiro e uma certa situação e podiam fazer encomendas especiais (havia uma coisa que se chamava “casa de comanda” em romeno, isto é “a casa das encomendas” mas poucas pessoas tinham acesso a isso). Eu tinha uma amiga cujos pais encomendavam coisas à essa casa, coisas boas como estes rebuçados, ou Pepsi Cola (isso era considerado luxo) ou chocolatinhos… Como eravamos amigas, também dividia comigo aquelas bondades… Ai, que tempos! A vida era difícil mas acho que mesmo por isso sabiamos dar mais valor às coisas… Voltando às tuas lindas criações, é verdade, o teu pendente e o anel, isto é, as pedrinhas deles, fazem-me lembrar os rebuçados cubanos… os de morango… Até dá vontade de os comer e também de olhar através deles… Lindos!!!!!!! Beijokas e boas férias!!!

  2. coreamor said,

    olha, eu fui privilegiada, eu tinha pepsi à discrição, foi assim que comecei a ter insónias, com 6-7 anos de idade 🙂 o meu pai tinha cunhas ahahah!
    no que diz respeito aos rebuçados cubanos, claro que eram da cuba, um dos poucos países com que tinhamos relações comerciais 😦 mas é tudo passado agora.
    beijoooo!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: